Logo
Logo

Que o dado esteja com você.

09 mar 2018
  • Realidade Aumentada
  • Realidade Virtual
Dados apontam caminhos. São como uma bússola para orientar ações, posicionamentos e estratégias. Para melhorar a experiência do cliente, é essencial entender como ele pensa, suas expectativas e comportamentos.
E é exatamente neste contexto que as tecnologias de Realidade Aumentada, Realidade Virtual, Realidade Mista, Inteligência Artificial, Internet das coisas, entre outras coisas, chegam para integrar físico e virtual, experiência e dados valiosos para as marcas.
Os relatórios da Gartner 2017 afirmam que 78% dos consumidores querem mais informações do que as que estão nas embalagens. Considerando que as embalagens já estão saturadas de informações e textos obrigatórios, a Realidade Aumentada me parece a ferramenta ideal para atender essa expectativa. 
E tem mais: 64% dos consumidores se interessam por embalagens interativas, 54% das mulheres gostariam de acessar mais informações sobre cosméticos direto na embalagem, 29% gostariam de usar a tecnologia para ver como o produto funciona antes da compra e 25% gostariam de personalizar seus produtos antes de comprar.
No Brasil, os super conectados millennials já representam boa parte da população economicamente ativa. Por motivos óbvios eles são os principais colaborares da empresas: 40% deles gostariam de participar da criação de produtos e marcas.
No universo do Mobile Commerce, os dados são impressionantes. Uma em cada três compras online já ocorrem via dispositivo móvel. Nove entre dez consumidores usam o celular dentro da loja física e oito de cada dez compras são influenciadas por dispositivos móveis.
Não é por acaso que a Gartner afirma também que profissionais de marketing em todo o mundo planejam aumentar o investimento em análise de dados em 375% nos próximos 5 anos.
Mas será que não estamos falando de um público muito específico, super conectado? Não! A prova é que na principal feira de agronegócio do Brasil (sim, agronegócio), é comum encontrar experiências interativas em Realidade Aumentada ou Virtual nos estandes dos principais expositores. Estamos falando de marcas que conversam com o produtor rural, um público, teoricamente, pouco conectado. O mercado agro entendeu muito bem a importância da tecnologia, caminho sem volta na revolução que estamos vivendo. (Dica: pesquise no google sobre “Vacas conectadas”. É impressionante!)
Paradoxalmente, alguns mercados com produtos focados em crianças e jovens (os super conectados de verdade) ainda apresentam um comportamento tímido, conservador. São poucas as iniciativas nacionais de uso da tecnologia em brinquedos, por exemplo. Difícil entender.
Mas já temos bons exemplos a serem seguidos: empresas como FestColor, Mochilas Pacific, BigStar Brinquedos, Fraldas Hipopó e Fantasias Sulamericana já estão reimaginando seu portfólio, entregando produtos conectados, interativos e divertidos.
 O último relatório de 2017 do Gartner prevê 50 bilhões de produtos conectados até 2020. Que o seu seja um deles!

Henry Assef
Executivo de Realidade Aumentada e Virtual na Massfar.
henry@massfar.com